sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Procuro um amor...

Que me dê todo carinho do mundo, apesar de todas as nossas diferenças, de todas as nossas desavenças. Que valorize mais os meus sorrisos de canto de boca que minhas crises de TPM. Que nem lembre que elas existem. Que valorize mais o brilho dos meus olhos do que o emaranhado de meus cabelos quando acordo. Que queira estar por perto mesmo quanto eu estiver com toca no cabelo e creme no rosto. Que entenda que tudo isso é só para ficar mais atraente para quando passear com ele ao lado. Que entenda que nem sempre estou feliz, mas que quando eu estiver visivelmente triste, é nessa hora que eu mais preciso do chamego dele. Que me encontre até quando eu esteja perdida em meus pensamentos. Que não me deixe dúvidas que o amor existe, e que existe porque estamos juntos. Que, acima de tudo, honre o sobrenome que me acrescentará e que dará para nossos filhos, bonitos como a mãe e perfeitos como o pai. É, que me faça acreditar em perfeição. Que me adore, repetidas vezes, todo o tempo, ou só por mil anos! E que não estrague toda a minha dedicação por qualquer rabo de saia que pisque o olho e ofereça uma bebida. Que não decepcione minhas expectativas. E que entre tantos outros "ques", não espere o "se isso acontecer" para fazer acontecer, para estar ao meu lado dando todo o seu "eu" para completar o nosso "nós". Que ele me mereça, e que eu saiba reconhecer quando esta pessoa chegar!

(Aline M. Abdalah)

Um comentário:

  1. Que eu saiba reconhecer quando esta pessoa chegar!

    ResponderExcluir